Conheça o programa preliminar do 21º Congresso Nacional!

  • 29-09-2017 a 01-10-2017

O 21º Congresso Nacional de MGF e o 16º Encontro Nacional de Internos e Jovens Médicos de Família (ENIJMF) irão realizar-se este ano em Vila Real, entre 29 de setembro e 1 de outubro. Caso ainda não tenha reservado o seu lugar aceda à plataforma de inscrição criada para o efeito. Os autores dos trabalhos aceites para apresentação no evento podem também consultar o Regulamento para Apresentação de Comunicações Livres. Disponível encontra-se também o Programa Preliminar da iniciativa.

Na sequência de uma aposta bem sucedida por parte da APMGF, que ao longo das últimas décadas tem procurado realizar esses eventos fora das principais metrópoles, na tentativa de levar eventos científicos de inegável qualidade a locais que habitualmente estão fora da rota dos grandes congressos e reuniões, este ano o Congresso Nacional e o ENIJMF rumam ao interior norte e aproveitam o entusiasmo de uma comissão organizadora local altamente motivada, que tem origem na recentemente criada Delegação Distrital de Vila Real da APMGF.

De acordo com Manuela Castanheira, delegada distrital da APMGF em Vila Real, a realização destas iniciativas naquela cidade transmontana representa um “grande passo na descentralização, na inclusão, na inovação e na representatividade que a associação pretende”, sublinhando ainda que “em Vila Real, distrito com um bom nível de qualidade de vida, existem atualmente mais de 80 médicos internos em formação na especialidade de MGF e muitos especialistas, dedicados, com vontade de inovar, dispostos a colaborar neste evento e a discutir as vantagens e os desafios que enfrentam diariamente em comparação com os grandes centros urbanos, mantendo a motivação e apresentando uma atividade científica relevante e de qualidade”.

Para a dirigente distrital da APMGF, a concretização de iniciativas desta magnitude representa “um enorme desafio, que todo o distrito – e em particular a cidade de Vila Real – irá receber com orgulho, pela inquietude e criatividade das suas gentes, espontâneas e acolhedoras, numa região (a do Alto Douro Vinhateiro) conhecida pela sua beleza e gastronomia, que em setembro se torna ainda mais atrativa pelas cores que marcam a época das vindimas”.